Os 10 anos da Lei Maria da Penha devem ser comemorados reforçando as ações em defesa da mulher e proteção contra a violência. Respeito e dignidade para todas.

Cumprimos a promessa e aprovamos o PLC 38 que iguala a remuneração de bombeiros e militares do ex-território de RR com o Governo do DF. Uma grande conquista

Tv Rádio Jornais
Pronunciamentos Matérias Relatadas Projetos Currículo
Notícia
Aumentar tamanho fonte Diminuir tamanho da fonte
03/08/2012

Ministro da agricultura faz balanço sobre o Plano Agrícola e Pecuário 2012/2013

Foto: Divulgação
Ministro da agricultura faz balanço sobre o Plano Agrícola e Pecuário 2012/2013
Em entrevista ao programa Bom Dia Ministro  dessa semana,  o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Mendes Ribeiro Filho, comentou, entre outros assuntos, sobre o Plano Agrícola e Pecuário 2012/2013, o combate à febre aftosa, as práticas sustentáveis e a Política de Apoio aos Suinocultores. Leia abaixo trechos da entrevista, editada pelo Em Questão. 

Plano Agrícola e Pecuário 2012/2013

São R$ 115,2 bilhões colocados à disposição da agricultura e não faltará dinheiro. Eu tenho muita expectativa que este Plano Safra seja o que vai puxar o Brasil para uma produção de grãos nunca antes vista. E já acredito que nós talvez tenhamos neste ano, mesmo com a seca no Nordeste e no Sul, o maior número de grãos produzidos na história brasileira. Olha, 5,5% é praticamente um juro negativo, juro zero. E o importante é que desses 115,2 bilhões, 92% são de juros controlados. Isso torna mais significativo o Plano Agrícola, que chega para fortalecer a produção brasileira. Permitir que continue o projeto de retenção de matrizes e atente aos interesses das cooperativas, dando uma linha de crédito importante para que esse setor invista. Precisávamos de uma política agrícola para o País, a garantia para o produtor do seu investimento. E o seguro nos oportuniza agora R$ 400 milhões para a próxima safra. Temos instrumentos para que o produtor acredite que vale a pena produzir. O governo está ao lado do produtor, tanto no que diz respeito ao pequeno quanto ao médio e aquele que tem um nível de produção mais significativo. 

Suinocultura

Há a linha especial de crédito para os suinocultores adquirirem leitões ao preço de R$ 3,60 ao quilo e a prorrogação das dívidas de custeio e investimento. Todas as dívidas prorrogadas. Estão disponíveis R$ 200 milhões, com taxa de juros de 5,5% ao ano. O financiamento pode ser acessado por produtores, para a agroindústria e para cooperativas. 

Práticas Sustentáveis

Nós precisamos recuperar áreas degradadas e o Projeto ABC (Programa Agricultura de Baixo Carbono) é um ponto de partida importante. O Banco do Brasil tem sido importante na divulgação do ABC. As nossas superintendências regionais têm andado pelo Brasil inteiro, dizendo da boa prática que é o ABC. 

Na questão do Plano Safra, a redução de juros nos leva praticamente a juros zero e isso é um apoio muito grande à agricultura que está sendo feita de forma sustentável. 

Cooperativas

A cooperativa é responsável por agregar valor. É a cooperativa que estende a mão ao pequeno produtor e permite que ele coloque condições para que esse produto venha a ser industrializado. Esse cooperativismo está no seu ano internacional, uma homenagem que recebe por tudo que fez. E nós estamos com uma linha especial para permitir que a cooperativa invista, de forma concreta, para fazer com que a agricultura possa continuar crescendo e se desenvolvendo.

Febre aftosa

Estamos mudando o calendário de febre aftosa do Brasil com as condições dos estados brasileiros. Precisamos olhar o Brasil de forma diferente, porque 

tem dimensões continentais. Eu tenho estados hoje que possuem a sua fronteira totalmente bloqueada. Não pode haver a comercialização de um estado para outro. 

Pecuária

A questão da pecuária bovina de corte e de leite tem sido fortalecida pelo Ministério da Agricultura pela linha de crédito, que pode ter um limite bem significativo, até 800 mil por produtor e, também, juros de 5,55% ao ano. A regionalização do Ministério da Agricultura é a nova forma de, administrativamente, o governo olhar a agricultura, se colocando ao lado do agricultor. Teremos a questão da Política Nacional do Armazenamento olhando as necessidades dos estados e das regiões. 

O programa é transmitido ao vivo pela TV NBR e pode ser acompanhado na página da Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

 

Enviar comentário:



acompanhe o senador