Os 10 anos da Lei Maria da Penha devem ser comemorados reforçando as ações em defesa da mulher e proteção contra a violência. Respeito e dignidade para todas.

Cumprimos a promessa e aprovamos o PLC 38 que iguala a remuneração de bombeiros e militares do ex-território de RR com o Governo do DF. Uma grande conquista

Tv Rádio Jornais
Pronunciamentos Matérias Relatadas Projetos Currículo
Notícia
Aumentar tamanho fonte Diminuir tamanho da fonte
13/08/2012

Municípios contarão com mais mil unidades móveis para atendimento odontológico gratuito

Foto: Divulgação
Municípios contarão com mais mil unidades móveis  para atendimento odontológico gratuito

Municípios prioritários do programa Brasil Sem Miséria receberão, ao todo, mais mil Unidades Odontológicas Móveis (UOMs) até 2014. A ação integra o programa Brasil Sorridente, que oferece tratamento dental gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Outras medidas e investimentos para expandir o programa também foram anunciados nessa sexta-feira (10), pelo Ministério da Saúde. 

“O Brasil Sorridente é o maior programa de saúde bucal do mundo. Nenhum país tem esse serviço público voltado para a saúde bucal, com 22 mil equipes especializadas para atender toda a população”, destacou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. O programa está presente em quase 90% das cidades brasileiras.  

Cada unidade funciona como um consultório odontológico móvel, instalado numa van adaptada, que circula por regiões em que a população tem dificuldade de acesso a tratamentos de saúde bucal. A capacidade é de até 350 atendimentos por mês. Hoje são 181 veículos. 

Equipes - Outra medida de fortalecimento do Brasil Sorridente é a destinação de R$ 3,6 bilhões, até 2014, para ampliação do número de equipes de Saúde Bucal e de Centros de Especialidades Odontológicas (CEO).

As equipes de saúde bucal - compostas por cirurgião-dentista, auxiliar de saúde bucal e técnico de saúde bucal – realizam, além do tratamento clínico, ações de promoção e prevenção à saúde junto às comunidades. Caso necessitem de tratamento odontológico mais complexo, os pacientes são encaminhados aos CEOs, onde têm acesso a cirurgias ou a tratamentos de canal, por exemplo, ou aos laboratórios regionais de prótese.

Há hoje Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias em 1.304 municípios, 21,7 mil equipes de saúde bucal integradas à rede de atenção básica e 901 Centros de Especialidades Odontológicas.

Enviar comentário:



acompanhe o senador