Os 10 anos da Lei Maria da Penha devem ser comemorados reforçando as ações em defesa da mulher e proteção contra a violência. Respeito e dignidade para todas.

Cumprimos a promessa e aprovamos o PLC 38 que iguala a remuneração de bombeiros e militares do ex-território de RR com o Governo do DF. Uma grande conquista

Tv Rádio Jornais
Pronunciamentos Matérias Relatadas Projetos Currículo
Notícia
Aumentar tamanho fonte Diminuir tamanho da fonte
06/06/2012

Plano especial para a saúde indígena busca reduzir mortalidade

Foto: Msáude
Plano especial para a saúde indígena busca reduzir mortalidade
Para reduzir a mortalidade infantil e materna e fortalecer as ações de atenção básica à saúde indígena em todo o País, o governo federal elaborou um Plano de Ação. No último sábado (2), foi iniciada a primeira ação com atendimento em áreas de difícil acesso nos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs) Alto Rio Purus e Alto Rio Juruá, no Acre. Para essa ação, a estimativa é atender 3,5 mil índios. Em julho e agosto a ação se expande para DSEIs de outros estados. O público-alvo são crianças de até seis anos e mulheres de dez a 49 anos. Profissionais contratados pela Secretaria de Saúde Indígena para os DSEI realizarão consultas, procedimentos odontológicos, avaliação nutricional, exames de pré-natal, visitas domiciliares, busca por casos de tuberculose e malária, controle do crescimento, testes rápidos para HIV, Sífilis e Hepatites B e C e atualização do cartão vacinal. Serão assegurados também transportes aéreo, fluvial e terrestre para o deslocamento das equipes e remoção de pacientes, aquisição de medicamentos e equipamentos médico-hospitalares, além do incremento de profissionais para atuarem na assistência (médicos e enfermeiros) e no saneamento básico nas aldeias (engenheiros, geólogos, arquitetos e técnicos de saneamento).
Enviar comentário:



acompanhe o senador